quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

A MISSÃO (1986)

PONTUAÇÃO: BOM
Título Original: The Mission
Realização: Roland Joffé
Principais Actores: Robert De Niro, Jeremy Irons, Ray McAnally, Aidan Quinn, Cherie Lunghi, Ronald Pickup, Chuck Low, Liam Neeson, Bercelio Moya, Sigifredo Ismare, Asuncion Ontiveros, Alejandrino Moya

Crítica: Embora de um esplendor visual inebriante (mérito da fotografia e da direcção artística) e com uma arrebatadora banda sonora (junte-se o génio de Morricone aos efeitos sonoros, que nos transportam por completo para a selva tropical) - De Niro e Irons estão verdadeiramente portentosos! -, fiquei com a sensação de que a história não me foi contada da forma mais eficaz... Talvez pelo encadeamento dos episódios, onde as elipses prejudicam a fluidez narrativa. Gostei bastante, mas ainda assim não me conquistou totalmente.

6 comentários:

  1. Pois a mim conquistou-me por completo. É mesmo um dos meus filmes de eleição, embora já o tenha visto à muitos anos atrás.

    ResponderEliminar
  2. ÁLVARO MARTINS: Sempre gostei bastante do filme. Vi-o pela primeira vez no secundário, numa saudosa aula de português. Mas não deixo de pensar na fluidez narrativa, ciclicamente interrompida pelas elipses. Vi o filme hoje e já estou com vontade de revê-lo. Há filmes assim.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  3. Eu gostei um pouco. Mas não o achei merecedor de ganhar em Cannes...

    ResponderEliminar
  4. E não é que estamos de acordo, Roberto? Pois claro, 3 estrelas em 5 também.
    De facto não merecia a Palma de Ouro de 1986. Basta lembrarmo-nos de outros títulos em competição nesse ano: "Nova Iorque Fora de Horas" (Scorsese), "Down by Law" (Jim Jarmusch) ou "O Sacrifício" (Tarkovsky), por exemplo.

    ResponderEliminar
  5. Eu gostei imenso deste filme. Já o vi há uns aninhos, mas ainda assim, lembro-me de ter ficado fascinada com o filme.

    ResponderEliminar
  6. MY ONE THOUSAND MOVIES: Pois, provavelmente.

    RATO: 3, porque o teu 3 equivale ao meu 4. Parece então que estamos de acordo; acontecimento raríssimo.

    GEMA: É sem dúvida um filme fascinante ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD – A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões