domingo, 14 de novembro de 2010

«As Escolhas dos 20» #14

20 Escolhidos revelam 5 escolhas que definem a 7ª Arte.

Escolhido #14 - Miguel Pinto,
Leitor | Facebook

O melhor filme de Ficção-Científica de todos os tempos:2001: Odisseia no Espaço (1968), de Stanley Kubrick

O Drama que define o género:21 Gramas (2003), de Alejandro González Iñárritu

O Biopic dos biopics:O Lado Selvagem (2007), de Sean Penn

A Comédia por excelência:(500) Dias com Summer (2009), de Marc Webb

O filme que define os últimos 3 anos de cinema:Sacanas Sem Lei (2009), de Quentin Tarantino

Agradecimentos especiais: Miguel Pinto.

Quem será o Escolhido #15 e quais serão as suas Escolhas?

17 comentários:

  1. Gosto muito da escolha do 2001...

    Ponto de situação: o SACANAS SEM LEI lidera, certo?

    Cumps a todos.

    ResponderEliminar
  2. SAM: Creio que sim. SACANAS SEM LEI com 3 escolhas. AVATAR, GRAN TORINO e O CAVALEIRO DAS TREVAS com 2 escolhas, respectivamente.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  3. obrigado pela escolha
    abraço

    ResponderEliminar
  4. Mais uma lista diversificada, com títulos novos para a iniciativa. Well Done Roberto pela organização da mesma (mais uma vez).

    2001 é uma escolha que faz todo o sentido na ficção científica e no cinema, por isso aqui não há palavras para concordar ou não, a obra fala por si.

    21 Gramas é uma excelente escolha, sim senhora, bem visto...acho que nunca me lembraria deste filme, mas concordo, ainda que não me identifique completamente. Mas temos sempre de nos identificar? parece-me que não.

    Into the Wild é um biopic muito particular, de um sentido de liberdade incomum. Contudo aqui não me identifico de todo.

    (500) Dias com Summer é dos melhores filmes do ano passado, genial, genial! Gostei imenso, por isso concordo em absoluto.

    Sacanas Sem Lei só tem o reconhecimento devido, e se porventura for o mais escolhido neste iniciativa fico muito contente e é mais do que merecido :)

    abraço

    ResponderEliminar
  5. MIGUEL PINTO: Eu é que agradeço. Espero sinceramente que te faças à estrada connosco doravante, como já tem sido hábito nas últimas semanas.
    Nunca vi o filme do Marc Webb, o (500) Dias com Summer. O Jorge, no comentário abaixo, diz inclusivé que é genial. Porquê essa escolha?

    JORGE: Por acaso identifico-me totalmente com o INTO THE WILD. Podia perfeitamente ser uma das minhas escolhas. Ainda não vi o filme do Webb. O 21 GRAMAS é sem dúvida um drama excepcional. Para mim esta lista consta com 3 obras-primas. O filme de Penn, o de Tarantino e o de Kubrick. Este último é, certamente, o mais perfeito de todas elas.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  6. Não esquecer o "Rio Bravo", também com 3 escolhas até agora. Há portanto 2 líderes.

    ResponderEliminar
  7. NOWHEREMAN: Sim, de facto. Há mais alguns que se repetem, mas penso que não 3 vezes. No comentário que dirigi ao Sam, acima, não referio o RIO BRAVO porque falávamos apenas dos "filmes dos 3 últimos anos". Vamos acompanhar a recta final da iniciativa. Pode ser que hajam mais filmes a repetir-se.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  8. Roberto, escolhi 500 dias com a summer, por várias razões:
    -Nunca fui grande fã de comédias, visto que o propósito destas era fazer rir o espectador, e muitas delas recorrendo a situações absurdas e histórias sem sentido. Mas este filme fez-me rir,fez-me sentir pena do protagonista, e é um filme que transborda realismo, e é bastante competente tecnicamente, com uma banda sonora espectacular.
    Tem um argumento delicioso, realista (como já
    disse), cativante e repleto de situações
    divertidas.
    Tem um elenco agradável, a destacar Joseph Gordon Lewitt.
    Tem promenores deliciosos, como o nome da rapariga que conhece no final; e como a cena em que o ecrã se divide entre as expectativas e a realidade.
    Foi dos filmes que mais me deu prazer ver.
    Fico feliz por concordarem e se identificarem com as minhas escolhas.
    Abraço e continuem com o bom trabalho

    Miguel Pinto

    ResponderEliminar
  9. Nunca vi a comédia e o biopic aqui escolhidos pelo Miguel Pinto. Por outro lado parece termos o mesmo carinho por bastardos...
    Sobra um excelente drama (gosto imenso do cinema do Iñárritu, e já se anuncia o último filme dele para os inícios de 2011) e uma obra-prima intemporal (das "verdadeiras", portanto). Aliás, é uma das gratas surpresas que por aqui me tenho apercebido - o grande fascínio que o Kubrick continua a exercer nas novas gerações.

    O Rato Cinéfilo

    ResponderEliminar
  10. Não me identifico nem com o 21 GRAMAS e nem pelo O LADO SELVAGEM, que já os vi (e ao segundo prestei pouca atenção). O 500 DAYS OF SUMMER ainda não vi mas dizem bem do filme, portanto é para mim um incógnita ainda.
    Tarantino e Kubrick, salvam a lista, desta vez muito curiosa e... que talvez tente principalmente definir o cinema da passada década.

    ResponderEliminar
  11. MIGUEL PINTO: Não vou procurar o (500), mas conto que ele venha bater à minha porta ;) Virá certamente.

    RATO: É verdade, sim, Kubrick parece exercer um fascínio imenso sobre as mais novas gerações. O que não é de estranhar, quanto a mim, mas é uma conclusão a tirar, sem dúvida. Também anseio com especial curiosidade pelo novo de Iñárritu.

    ARMINDO PAULO FERREIRA: Cá para mim - mas é tão-somente a minha opinião - devias rever O LADO SELVAGEM com olhos de ver ;) É verdade, uma lista muito contemporânea.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  12. Sirvo-me bastante dos canais TVCine. Os filmes vêm ter comigo e sem esforço. Esse INTO THE WILD durante todo o tempo que foi sendo exibido das vezes que o apanhava não me seduziu. É uma viagem sem retorno onde se dá um abraço ao isolamento e a uma vivência practicamente primitiva. Sinceramente, não me seduziu (o problema foi sempre esse) na altura e como tal não lhe dei mais atenção.

    ResponderEliminar
  13. ARMINDO PAULO FERREIRA: Para além do argumento, o filme é de uma mestria na arte de filmar extraordinária. Abunda uma confluência estética notável. As performances são fabulosas. O filme, todo ele, está recheado de motivos quanto baste para seduzir o espectador. Cada um tem os seus gostos como se sabe, mas sair indiferente a uma obra destas é difícil de engolir... ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  14. Registo com satisfação a supremacia dos sacanas sobre os avatares. Só espero que ainda se dilate mais de modo a conseguirem atirar os outros para o fundo de uma qualquer masmorra.
    Como já referi noutro lugar sou um kubrickianomaníaco e por isso me alegro pela inclusão do 2001 na ficção-científica - é a obra máxima do género desde há 42 anos. E nunca será ultrapassada!
    Também sou fã do Iñárritu ("Amores Perros", este "21 Gramas" e o "Babel" são três obras excelentes) e estou ansioso pela chegada do seu novo filme.
    Os restentes filmes não vi, não conheço.

    ResponderEliminar
  15. BILLY RIDER: Desta vez, subscrevo-te inteiramente ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  16. Identifico-me bastante com as escolhas. 21 Gramas será provavelmente dos filmes que mais me marcou.

    ResponderEliminar
  17. TIAGO RAMOS: Eu bem sei ;) Recordo-me que também gostaste bastante do (500) quando saiu. Ainda não o vi.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões