sexta-feira, 5 de novembro de 2010

«As Escolhas dos 20» #3

20 Escolhidos revelam 5 escolhas que definem a 7ª Arte.

Escolhido #3 - Jorge P.,
autor do blogue O Puto (Bebe)

O filme de Terror por excelência :Shining (1980), de Stanley Kubrick

O melhor Drama de todos os tempos:Voando Sobre Um Ninho de Cucos (1975), de Milos Forman

O Western que define o género:Aconteceu no Oeste (1968), de Sergio Leone

O expoente máximo do Cinema Oriental:Dolls (2002), de Takeshi Kitano

O filme que define os últimos 3 anos de cinema:Gran Torino (2008), de Clint Eastwood

Agradecimentos especiais: Jorge P.

Quem será o Escolhido #4? E quais serão as suas Escolhas? Brevemente.

24 comentários:

  1. Shining e One Flew Over the Cuckoo's Nest são muito boas escolhas. Mas o Once Upon a Time in the West é muito discutível pois é um western spaghetti e portanto não define o género, define o western spaghetti que é um sub-género do western. Quanto ao Dolls nunca vi (mas nunca poria o Kitano como expoente do cinema oriental, são opiniões pois o Kitano é um grande cineasta) e o Gran Torino não gostei.

    ResponderEliminar
  2. Um grupo de excelentes escolhas. E fico curioso em ler a "justificação" da selecção do GRAN TORINO para a categoria (até agora) "polémica"...

    Não conhecia o blog convidado, esta iniciativa também está a ser frutífera nesse aspecto.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Um fã do Jack Nicholson ;) Muito boa esta lista. Creio que talvez a melhor que passou aqui até ao momento, mesmo não tendo visionado ainda Dolls. Todos os outros podiam ter sido perfeitamente minha opção, pois DEFINEM efectivamente o género. Se tivesse de escolher o western ficava indeciso entre este e o Bom,o Mau e o Vilão.
    Já agora parabéns Roberto por esta iniciativa bastante aliciante. Espero que se repitam mais vezes.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. ÁLVARO MARTINS: Eu gostei do GRAN TORINO e penso que são todas muito boas escolhas. Só não conheço DOLLS mas - asseguro - fiquei cheio de curiosidade em vê-lo. Só os fotogramas que avistei por aí são belíssimos. Quanto ao ACONTECEU NO OESTE é um spaghetti, certo, mas nunca deixará de ser um western, pelo que julgo apropriadíssima essa escolha; ainda que tenha percebido perfeitamente a subtileza a que te referiste e que tem a sua pertinência, sem dúvida.

    SAM: Sim, e convido desde já o Jorge a participar e a justificar as suas escolhas. Seria muito interessante lê-as. Em relação ao GRAN TORINO, nomeadamente, mas guardo especial curiosidade para a justificação de DOLLS.

    ANDRÉ SOUSA: Sim, fã de Jack Nicholson, provavelmente (é possível não ser-se fã do actor?). Quanto ao meu caso, prefiro ACONTECEU NO OESTE a O BOM, O MAU E O VILÃO, embora goste imenso deste último também.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  5. Antes de mais, dizer que adorei o blogue do Jorge P., "O Puto (Bebe)". Que original.

    Segundo, as escolhas. Hmm, afastam-se um pouco daquilo que eu consideraria os melhores representantes de um género.

    ONCE UPON A TIME IN THE WEST é de facto um spaghetti western, mas é também um excelente representante desse estilo de filme, se bem que um filme do John Wayne, como o agora remakeado TRUE GRIT, seriam melhores escolhas.

    De cinema oriental, não posso falar muito, mas tenho a certeza que ao perguntarem-me iria sair um filme de um destes dois nomes: Kurosawa ou Kar-Wai. Mas este DOLLS é um belo filme, no doubt.

    A escolha do GRAN TORINO, mais do que ser-me difícil entender, intriga-me, pois gostava de saber a razão. Esperemos que o Jorge venha cá esclarecer.

    No drama é que eu não concordo, principalmente por ser um drama tão fora das convenções normais do que um drama deve ser. É um dos meus filmes preferidos, mas por sê-lo é que não acho que ele possa servir como "modelo" ou "exemplo", digamos, do género.


    O SHINING é spot-on. Não sou grande fã de filmes de terror mas dos poucos que vi, seria esse que eu ia escolher, muito provavelmente.


    Agora que penso, fui um pouco conservador e óbvio nas minhas escolhas para esta iniciativa. Vocês estão a pegar em coisas mais rebuscadas, enquanto eu pensava que era o primeiro título - therefore, o mais óbvio - que nos viesse à cabeça que devíamos colocar. Oh well...

    Cumprimentos,

    Jorge Rodrigues
    Dial P For Popcorn

    ResponderEliminar
  6. Não conheço o "Dolls" e apesar de ser grande fã do cinema do Clint Eastwood não diria que "Gran Torino" defina o último triénio do cinema. Mas mesmo assim é de longe preferível mencionar-se este filme do que outros que eventualmente servirão melhor como "definição". Confusos? Pois..., entenderão melhor quando chegar a vez da minha própria selecção.
    Quanto às restantes escolhas são todas obviamente excelentes e qualquer delas poderia figurar na minha lista, a qual não contempla contudo nem o Drama nem o Western. Aliás, se por acaso tivesse escolhido este último género seria mesmo o "Era Uma Vez no Oeste" o contemplado. Porque, caro Álvaro, o filme do Leone extravasa qualquer sub-género que se lhe queira colar (mesmo que a "etiqueta" seja apropriada, como é o caso). É uma obra monumental, única, que figurará sempre no meu TOP 10 dos melhores filmes de todos os tempos!

    O Rato Cinéfilo

    ResponderEliminar
  7. Shining e Once Upon a Time in the West são grandes escolhas, ao qual me identifico claramente, ainda que o ponto do Álvaro sobre o Western é válido e pertinente. O One Flew Over the Cuckoo's Nest é uma referência em drama, mas não sei porquê nunca o escolheria. Pelo menos na vez que o vi não me atingiu como outros filmes o fizeram, no âmbito do drama, da tragédia.

    O Dolls nunca vi, e também fiquei curioso. Vi muito pouco de cinema oriental ainda, é uma falha enorme, que a seu tempo pretendo ir colmatando.
    O Gran Torino é um filme muito bom, não destoa nesta selecção. Tem particularidades únicas que muitos poucos filmes nestes últimos anos abordaram. Percebo, mas contudo também não o escolheria.

    abraço

    ResponderEliminar
  8. Em boa consciência acho que quem participou na escolha dos filmes para as diversas categorias não o fez com o propósito de determinado título "definir" um género ou ser "o melhor dos melhores". Cada um elege as suas preferências, apenas isso. Por isso é que acho que as designações que aparecem junto de cada imagem são no mínimo redundantes e levam depois a comentários injustos.
    Posto isto, e no caso presente, acho as três primeiras escolhas lógicas e completamente imunes a reparos. Enquadram-se perfeitamente nos respectivos géneros onde são títulos incontornáveis.
    Nunca fui apresentado a estas bonecas e o Torino não será Grande como representante do cinema da actualidade pela simples razão de ser um bom filme. Como já tive ocasião de referir a percentagem elevada de filmes de má qualidade existente só poderá mesmo ser representada por um dos seus pares. Não adianta citar as excepções à regra geral porque não são as minorias que "definem" ou "representam" um género ou categoria. Já viram alguma minoria eleger um Presidente ou um Primeiro-Ministro?

    ResponderEliminar
  9. Boas escolhas. No cinema oriental talvez escolhesse algum do Kurosawa ou do Zhang Yimou

    ResponderEliminar
  10. JORGE RODRIGUES: Esperemos para ver se serás um dos escolhidos e quais serão as tuas escolhas. Gosto muito do género terror, ainda que ache que não existam muitos representantes verdadeiramente bons. Há usn quantos. SHINING é claramente dos melhores. Também gostaria que o Jorge P. aparecesse e nos falasse das razões que levaram às suas escolhas.

    RATO: ACONTECEU NO OESTE (que os responsáveis pela tradução sejam absolvidos) é de facto monumental. Partilho inteiramente da tua opinião.

    JORGE: Mais uma vez estou perfeitamente de acordo contigo. Fomos irmãos noutra reencarnação, só pode ;D

    BILLY RIDER: As condições e a natureza do desafio eram claramente conhecidas aquando da participação. Tenho a resposta ideal para ti no post de estreia da iniciativa, que enderecei ao João Palhares.

    JOÃO BIZARRO: Boas escolhas, definitivamente. Talvez também escolhesse um filme de um desses autores para representar o cinema oriental. Ou de Kar Wai, que também estimo muito.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  11. Hi everyone! :P

    Obrigado pela escolha, R.

    Acerca do Gran Torino: é tão difícil escolher o melhor filme de 200-10 como, por exemplo, o melhor carro de 2008-10. Em última análise, questão de gosto. O filme tocou-me. Por outro lado, admito que não vi assim tantos filmes deste período, factor limitante não negligenciável.

    O Aconteceu no Oeste é um Spaghetti Western, logo um Western, género que, por sinal, se divide em "n" sub-géneros. Se tivesse de escolher um W. clássico, por assim dizer, talvez The Big Country ('58).

    Quanto ao cinema oriental, não procurei "o filme que define o género", porque acho que tal não existe. Há drama, terror, comédia (e western) oriental... isto do E/W será mais questão de geografia que de sensibilidades, digo eu.

    Seria mais consensual um Eureka, admito-o, mas ser conhecido qb e fácil de ver :P também me influenciou na escolha. E no entanto, se pudesse pegar em cinema-oriental como género, de acordo com o que tenho visto ultimamente, a peça definidora talvez fosse Yuke Yuke (go go 2nd time virgin)...

    Ainda cá volto, agora tenho de ir.

    Abc a todos.

    ResponderEliminar
  12. Acho o "Once Upon a Time in the West" uma boa escolha porque apesar de ser, sim, um western spaguetti, recicla ideias e regras do western clássico, é uma espécie de sumatório estilístico do género. Deve mais a qualquer dos grandes autores clássicos do género, do que ao spaguetti, propriamente. Ao contrário do "Bom, o Mau e o Vilão", por exemplo...

    O Shining também é uma óptima escolha, apesar de não ser dos meus preferidos do género. Falando de filmes da mesma época, prefiro o Halloween ou o Suspiria, do Dario Argento...

    Também estou curioso em saber porque é que o Gran Torino define estes três anos... até porque gosto imenso do filme.

    ResponderEliminar
  13. Não tinha visto que o Jorge já tinha justificado as escolhas quando escrevi o outro comentário...

    ResponderEliminar
  14. Vou fazer aqui um pequeno reparo acerca da escolha do "Gran Torino". É o seguinte, para escolher um filme que defina os últimos 3 anos de cinema, certamente não seria o Gran Torino, porque de forma nenhuma se pode considerar o Gran Torino como um reflexo do que se fez (generalizando-se obviamente em termos produtivos e argumentativos) nos últimos 3 anos. No entanto, se a pergunta foi interpretada de forma mais genérica como talvez "o melhor que se fez no cinema nos últimos 3 anos" aí, não posso descordar da escolha. Penso que o Gran Torino foi de facto um dos grandes filmes destes últimos três anos e que merece certamente ser ponderado para esta lista.

    Nunca vi o "Dolls", mas de resto acho que as escolhas foram acertadas! Possivelmente é, das 3 listas aqui apresentadas, aquela com que eu mais me identifico (:

    ResponderEliminar
  15. Adorei o Gran Torino e acho-o incrivelmente subvalorizado, pelo que gostei muito desta escolha - na verdade, acho que é um drama que fez uma certa lavagem ao que se foi vendo, nesse género.

    ResponderEliminar
  16. Ás tantas nunca se sabe, pelo menos as probabilidades terrenas ou geográficas à nascença são próximas :P

    Só uma nota, quase que me dá vontade de inserir o One Flew Over the Cuckoo's Nest na comédia, ao e invés do drama. Porventura será uma perspectiva muito pessoal, mas de facto senti isso quando o vi. Ri-me imensas vezes.

    abraço

    ResponderEliminar
  17. Mais um conjunto de escolhas discutíveis. Que, presumo, era a ideia da iniciativa.

    Acho que nos casos do terror/drama/comédia, são géneros tão abrangentes que qualquer escolha será sempre profundamente subjectiva. Isto para dizer que não há forma de discordar com o The Shinning. Em relação ao One Flew Over the Cuckoo's Nest, tenho que concordar com o último comentário: não é uma 'comédia', uma comédia tem como único objectivo fazer-nos rir, aquele filme faz-nos rir pelas razões erradas, o que faz dele o oposto de uma comédia.

    Gostei das restantes escolhas, principalmente da do Gran Torino, do qual sou também um grande apreciador. Já o Dolls, é o filme mais atípico da carreira do Kitano mas é tipicamente asiático, o que não faço ideia se significa que é o expoente do cinema oriental. Sinceramente começo a ter algumas dúvidas sobre como se discute estas opções, é como discutir filmes favoritos.

    ResponderEliminar
  18. @ pedro ponte - "começo a ter algumas dúvidas sobre como se discute estas opções, é como discutir filmes favoritos"

    exactamente. não há como evitar.


    @ billy rider - "e o Torino não será Grande como representante do cinema da actualidade pela simples razão de ser um bom filme. Como já tive ocasião de referir a percentagem elevada de filmes de má qualidade existente só poderá mesmo ser representada por um dos seus pares." (billy rider)

    boa, lol.

    ainda sobre a escolha do Torino: retrata um problema actual, uma praga crescente vs uma graça que se está a perder, é uma história do quotidiano, de coisas pequenas, e é uma boa história de vida, elegante, com tanto de sinistro como de grandioso. elegante! não define a produção mundial 2008-10, mas recorda-nos que há coisas boas que se estão a perder, que estamos a deixar ir - na arte e na vida.

    continuarei a aparecer, que a companhia é aprazível e o espaço não desmerece.

    ResponderEliminar
  19. Concordo perfeitamente com o pedro ponte em relação a One Flew over cucoo's quando diz que nos faz rir apenas pelas razões erradas. Os ultimos 10/15 minutos do filme abafam por completo a suposta comicidade.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  20. Sim sim concordo que os últimos minutos abafam algumas partes cómicas que poderão ter existido. Mas mesmo assim, o que me fica depois de o ver, ou pelo menos o que me ficou, foi de facto a sua comicidade. É o que me apetece mais rever. Isto não descredibilizando em nada a mensagem e o poder do argumento que é imenso.

    Trata-se de uma visão pessoal, que ao que parece não devo ser exclusivamente o único.

    abraço

    ResponderEliminar
  21. Identifico-me com as escolhas do Shining e de Gran Torino (os outros não vi...) Não sou grande conhecedora do género terror, mas gostei imenso de Shining...é um excelente filme, um terror psicológico refinado e genial!
    Quanto ao Gran Torino, revejo-me nas palavras do Jorge...também foi um filme que me tocou imenso e poderia ser perfeitamente uma das minhas escolhas...

    ResponderEliminar
  22. Só para noticiar que, graças a estas escolhas, já comprei o DOLLS ;) Já está ali na prateleira à minha espera.

    Agradeço a todos pelos comentários.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  23. Não tenho nada a apontar. Excelentes filmes, justificáveis na categoria...

    ResponderEliminar
  24. TIAGO RAMOS: Só me falta ver o DOLLS, que já está ali na estante, ansiosamente à minha espera ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD – A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões