segunda-feira, 1 de novembro de 2010

PRINCESA MONONOKE (1997)

PONTUAÇÃO: MUITO BOM
Título Original: Mononoke-hime
Realização: Hayao Miyazaki

Filme de Animação


Crítica:

A NATUREZA, O HOMEM E A MÍSTICA HARMONIA

Sítios mágicos, criaturas falantes, espíritos inquietos, histórias incríveis. Princesa Mononoke não é senão uma dessas extraordinárias criações do mestre Hayao Miyazaki, concebida com assaz sensibilidade e passada nesse rico e fascinante universo de fantasia. Visualmente deslumbrante e encantatória, a história da rapariga que vive entre os lobos e que defende a floresta da destrutiva ambição dos humanos da Cidade do Ferro é também uma aventura épica, de contornos violentos e manchados de sangue. Uma narrativa complexa, metafórica e imersa em símbolos que vem provar que a animação é muito mais do que mero entretenimento para crianças. É a arte do belo, ao nível das mais conceituadas expressões cinematográficas.

Quando o jovem Ashitaka, defendendo o seu povo, é amaldiçoado de morte por um demónio estrangeiro, vê-se no dever de seguir os desígnios da vidente da aldeia e abandonar os Emishi para sempre, procurando a cura nos confins do desconhecido, num Japão onde confluem mitos e referências medievais. Os destinos do rapaz conduzem-no até Tataraba, a Cidade do Ferro, governada por Eboshi - uma mulher tão aplicada na defesa dos seus protegidos (leprosos e refugiadas de bordéis, nomeadamente) como na exploração dos recursos da floresta, para impulsionar a indústria da cidade. Uma mulher, aliás, como qualquer uma das personagens da obra: de natureza ambígua, de natureza humana, longe de maniqueísmos redutores. Ninguém é, portanto, totalmente bom ou totalmente mau. Quando Ashitaka conhece San, a princesa Mononoke, desenvolve para com ela uma enorme cumplicidade: afinal, ela representa a coexistência ideal entre o Homem e a Natureza. Sem nunca tomar uma das posições contrárias, antes lutando pelas duas naquilo que elas têm de melhor, Ashitaka ver-se-á no meio de uma guerra de interesses entre as gentes de Tataraba, os samurais do imperador e os deuses do bosque (sejam eles javalis, lobos ou espíritos mágicos).

A mensagem ecológica subjacente é importantíssima. A alegoria traça o esboço de uma espécie capaz de dizimar os seus recursos naturais, os habitats de inúmeras espécies (vegetais e animais) e que acabará por sofrer a derradeira vingança da Natureza. Desse prisma, Princesa Mononoke é uma viagem espiritual. Um profundo e emocionante reencontro com os nossos valores primordiais, de paz e respeito para com o ambiente circundante - pulmão e coração da Terra e essência da nossa vida.

Detentora de banda sonora magnífica (Joe Hisaishi), de uma fotografia sublime (Atsushi Okui) e de uma montagem notável (Hayao Miyazaki e Takeshi Seyama), Princesa Mononoke irradia esplendor na perfeição do seu desenho e no detalhe da sua pintura. Um clássico instantâneo, magistralmente filmado, emocionalmente poderoso.

17 comentários:

  1. E acabaste por vê-lo primeiro do que eu! Não sei estás a par, mas nunca consegui ver este filme como planeava, apesar de dele guardar as maiores referências.

    Ainda assim, não sei se irei gostar tanto como tu. Afinal de contas, deste melhor nota à Viagem De Chihiro e já conheces a minha opinião ;)

    Onde o arranjaste?

    Abraço!

    ResponderEliminar
  2. JACKIE BROWN: Parece que sim ;) Olha, creio que vais gostar mais deste do que dos restantes que viste. De certa forma, o argumento de PRINCESA MONONOKE é menos codificado e o segredo das metáforas é mais evidente. Apesar de ter um argumento complexo, é menos evasivo que A VIAGEM DE CHIHIRO ou O CASTELO ANDANTE, por exemplo. Está altamente recomendado.

    Arranjei o DVD original do filme num local precioso que descobri recentemente, assim como outros títulos actualmente esgotados no mercado. Para mais informações, contacta-me para o e-mail geral.cineroad@hotmail.com

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  3. Roberto, assino por baixo da sua análise. Princesa Mononoke é um filme notável,e como não me farto de repetir, é um dos meus favoritos :-D

    ResponderEliminar
  4. Vi meia hora do filme, a primeira, e estava a gostar. Hei-de ver tudo um dia destes!

    ResponderEliminar
  5. CINE31: De Miyazaki ainda prefiro A VIAGEM DE CHIHIRO. Mas PRINCESA MONONOKE é uma grande obra de arte, inevitavelmente.

    FLÁVIO GONÇALVES: Sim, dá-lhe uma oportunidade porque o filme merece. Animação de Miyazaki é pérola atrás de pérola.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  6. Esse é o meu filme favorito do Miyazaki. Muito bonito mesmo e com uma belíssima mensagem.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  7. CIRO HAMEN: Não é o meu favorito do Miyazaki, mas é de facto um filme belíssimo. Todavia, considero A VIAGEM DE CHIHIRO mais poético e arrebatador.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  8. Um filme bastante necessario atualmente, apesar de abraçar a fantasia. Acho que as animaçoes sao capazes de cnscientizar as crianças de causas verdadeiras, usando a verve que o valha. Otima explanaçao.

    Marcelo,
    do Cinemotica.

    ResponderEliminar
  9. Um filme bastante necessario atualmente, apesar de abraçar a fantasia. Acho que as animaçoes sao capazes de cnscientizar as crianças de causas verdadeiras, usando a verve que o valha. Otima explanaçao.

    Marcelo,
    do Cinemotica.

    ResponderEliminar
  10. MARCELO AUGUSTO CETREUS: Obrigado ;) Realmente, é um filme com uma forte mensagem ecológica. Hoje faz ainda mais sentido do que nunca.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  11. Belo filme, o meu favorito do Miyazaki.

    ResponderEliminar
  12. PEREIRA: Penso que o meu favorito é o CHIHIRO, mas de acordo: que belo filme! ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  13. Que pérola magnífica de animação. Como é óbvio concordo palavra por palavra em tudo o que dizes, e o que é dito nos comentários. Gostei bastante.

    As mensagens são muitas, nomeadamente a ecológica, assim como o visual é estonteante e a banda sonora é deliciosa. Só completam mais a história, que por si só já é muito inspiradora e criativa. Fica-me a vontade certamente de descobrir mais obras do cineasta.

    Pessoalmente, acho que prefiro este ao Chiriro, mas não tenho a certeza, são ambos muito bons. Produtos japoneses sempre refrescantes num meio dominado comercialmente pela Pixar, Disney e Dreamworks.

    abraço

    ResponderEliminar
  14. Foi uma boa surpresa encontrar esta obra nas tuas críticas, Roberto.
    Apesar de antes termos comentado um pouco sobre Miyazaki, não contava que já tivesses visualizado este filme... mas gostei da tua crítica e agradou-me ver-te a incidir nalguns pontos, como foi o caso presente neste trecho e o qual subscrevo inteiramente:

    "(...)personagens da obra: de natureza ambígua, de natureza humana, longe de maniqueísmos redutores. Ninguém é, portanto, totalmente bom ou totalmente mau."

    Um outro aspecto que me agradou foi o facto de, de certo modo, termos efectuado abordagens muito distintas a este trabalho... se bem que na lógica tal é bastante natural dado que escreves sobre/para uma área (cinema) que apesar dos pontos de contacto, tem também as suas diferenças face à minha (anime).

    Princess Mononoke é excelente na aproximação das duas curiosamente!
    Partilho contigo aquilo que publiquei sobre este filme:

    http://animolico.blogspot.com/search/label/Princess%20Mononoke

    Caso tenhas interesse e algum tempo disponível passa por lá e dá uma vista de olhos ;)

    Um abraço!
    Iúri

    ResponderEliminar
  15. JORGE: Eu penso que prefiro o CHIHIRO ou o CASTELO NO CÉU, mas quer dizer... são todos filmes tão bons que chega a ser difícil escolher este sobre aquele.

    CHAOS: Costumo levar a peito as boas recomendações ;) Já faz uns meses, na verdade, a que assisti a esta magistral criação de Miyazaki. Recentemente vi o CASTELO NO CÉU e fui surpreendido com um dos melhores filmes do cineasta. Já o viste?
    Com certeza, passarei pela sugestão.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  16. É um filme simplesmente precioso. :) Tenho a maior 'crush' por ele neste momento ahaha. Vi-o ontem e apetece-me voltar a vê-lo já, já, já a seguir! :D

    É uma excelente crítica, Roberto e dou comigo a concordar inteiramente com ela! :)

    ResponderEliminar
  17. NUNOB: Já eu tenho um 'crush' crónico pelo Miyazaki, que acho que partilhas xD Obrigado pelo comentário. É este o teu preferido do realizador?

    Roberto Simões
    » CINEROAD «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões