segunda-feira, 21 de junho de 2010

3 Grandes Obras Subvalorizadas (3)

Continua a nova rubrica.
3 Convidados Especiais dão a conhecer aquelas que são para eles 3 Grandes Obras Subvalorizadas da Década 2000.

| David Martins, CINE 31Equilibrium (2002), de Kurt Wimmer
Coisa Ruim (2006), de Tiago Guedes e Frederico Serra
Superman Returns (2006), de Bryan Singer

| Álvaro Martins, Preto e BrancoLos Muertos (2004), de Lisandro Alonso
Trilogia: To livadi pou dakryzei (2004), de Theodoros Angelopoulos
Juventude em Marcha (2006), de Pedro Costa

| Weiner, A Grande ArteBilly Elliot (2000), de Stephen Daldry
Requiem for a Dream (2000), de Darren Aronofsky
Artificial Intelligence: A.I. (2001), de Steven Spielberg

24 comentários:

  1. Quanto à primeira série de escolhas, tanto Equilibrium como Superman acho, do que vi, bastante fracos,

    Já da terceira série, não vi nenhum, embora me conste que AI é subvalorizado e, arrisco-me a dizer (e corrige-me, Roberto, se estiver enganado), quem viu Requiem For A Dream considera-o um grande filme, não?


    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Não consigo perceber onde é que o Requiem For A Dream é subvalorizado!
    Acho que está mais perto de ser sobrevalorizado (não obstante ser um grandioso filme) que subvalorizado!

    ResponderEliminar
  3. Não concordo com a escolha de Superman Returns contudo, concordo plenamente com as últimas três escolhas em serem filmes muito bons mas, no entanto, não entendo como Requiem for a Dream ou AI são subvalorizados.

    Abraço
    Cinema as my World

    ResponderEliminar
  4. Superman Returns é um dos meus guilty pleasures, claro que não é perfeito, mas acho que é um bom exemplo de um filme produzido com grande amor pelo material, que foi ao mesmo tempo a sua maior força e fraqueza. Tinha potencial para ser muito melhor, mas não merece - na minha opinião - ser massacrado como foi.

    ResponderEliminar
  5. Nunca vi Coisa Ruim (pelos vistos vale a pena, a registar), nem Superman Returns, quanto a Equilibrium sou tentado a concordar, um excelente filme de acção que não fica muito atrás de Matrix ou a trilogia Bourne.
    Quanto às escolhas do Álvaro, bom nunca vi nem tão pouco conhecia...a registar também!
    Em relação a Requiem for a Dream não vejo como pode ser subvalorizado, tá listado em muito sítio como dos melhores filmes da última década, até de sempre...embora não me tenha agradado particularmente :P
    Billy Elliot não vi, e Artificial Intelligence parece-me um pouco subestimado sim, muito pelo que leio, pois já o vi há imenso tempo e não consigo materializar uma ideia consistente. Talvez a rever brevemente...

    abraço

    ResponderEliminar
  6. JACKIE BROWN: Quanto às escolhas do David (e à excepção de COISA RUIM, que desconheço), estou de acordo. Não são grandes filmes. Quanto às escolhas do Weiner, realmente também não vejo ali nenhuma obra subvalorizada.

    NEUROTICON: Nem eu. É um grandioso filme, uma obra genial, nunca digno de ser referido como sobrevalorizado igualmente.

    TIAGO RAMOS: Nunca vi ;)

    NEKAS: Estou de acordo, integralmente.

    CINE31: O factor 'guilty pleasure' é sempre injusto na balança destas coisas.

    JORGE: EQUILIBRIUM fica, quanto a mim, muito atrás, mas muito atrás de um MATRIX. Quanto às escolhas do Álvaro, a registar, de facto. Tenho especial curiosidade para com Theo Angelopoulos. Não acho que REQUIEM seja subvalorizado, nem BILLY ELLIOT, nem A.I.. Este último, um grande, grande filme também.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  7. Acho o AI uma boa escolha, para mim é o melhor filme do Spielberg, até. O Requiem, muito dificilmente é subvalorizado. O Juventude em Marcha é grande escolha... O resto não vi...

    ResponderEliminar
  8. Considero "Superman Returns" um filme equivocado e desnecessário. Até a escolha de Brandon Routh foi um grande erro, ele é muito fraco e sem carisma.

    Apesar de ser fã de Spielberg e "A.I." ´ser uma boa história, a parte do final do longa é exagerada na tentativa de emocionar.

    Concordo com o Neuroticon, "Requiem For a Dream" é sobrevalorizado. Um filme pesado e competente ao que se propõe, mas na minha a fama é maior que o resultado final.

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Acho isto da subvalorização tudo tão subjectivo que chega a ser difícil separar o que é do que não é.
    Da primeira lista não considero nenhum desses filmes subvalorizados. O Superman Returns então, deve ser (a par com o The Dark Knight) o filme onde mais dinheiro se desperdiça por cada segundo de filme.

    Da terceira lista, claro que o filme do Spielberg é subvalorizado, como quase toda a sua obra. Parece que toda a gente só se lembra da Lista de Shindler. Mas mais do que o A.I colocaria o War of the Worlds ou o Munich.

    Da lista do Álvaro concordo com o Los Muertos que é só uma das maiores obras-primas do últimos anos. Já não tanto com o Juventude em Marcha já que lá fora foi muito bem recebido (como muitos filmes do Costa) e que por cá já não é bem a mesma coisa). A própria Cahiers du Cinéma colocou-o em segundo lugar nos melhores filmes do ano. Mas se estivermos a falar cá em Portugal, é sim muito, mas mesmo muito subvalorizado.

    ResponderEliminar
  10. Deixa-me só referir que o Juventude em Marcha só é subvalorizado em Portugal (um pouco á imagem do que acontecia com Saramago), uma vez que lá fora foi visto com muito bons olhos, tendo uma ovação de 5minutos quando estreou em Cannes. :)

    ResponderEliminar
  11. Ganhei curiosidade do Lisandro Alonso e reforcei curiosidade no Angelopoulos.

    ResponderEliminar
  12. Concordo com o João Gonçalves "Acho isto da subvalorização tudo tão subjectivo que chega a ser difícil separar o que é do que não é.", e por isso mesmo é que acho delicioso este tipo de comparações, que acaba por reflectir a relatividade dos gostos de cada um!

    ResponderEliminar
  13. João e Neuroticon, cá em Portugal não só o Juventude em Marcha, como o próprio Pedro Costa e quase toda a sua filmografia é subvalorizada. Aliás, o cinema nacional (o bom claro) é subvalorizado cá dentro.

    Mas concordo contigo João, isto de filmes subvalorizados é relativo.

    ResponderEliminar
  14. Lá está, tal como o João disse. O filme de Pedro Costa teve excelentes reacções por parte de (alguma) crítica!

    Outra coisa, eu não queria dizer que Requiem For A Dream é sobrevalorizado.
    Queria apenas dizer que "no limite", a obra estaria um bocadinho mais próxima da sobrevalorização do que da subvalorização! O filme recebe muitos louros mas tem todo o mérito!

    ResponderEliminar
  15. JOÃO PALHARES: Quanto ao filme de Pedro Costa, ainda não o vi, como disse. De resto estou absolutamente de acordo.

    HUGO: Só concordo no que se refere a SUPERMAN, de resto entro em claro desacordo. A.I. e REQUIEM são, cada um à sua maneira, filmes geniais.

    JOÃO GONÇALVES: Daí a pertinência e o efeito curioso destes exercícios, que revelam toda a relatividade e diversidade de opiniões, gostos e pontos de vista. O cinema é, afinal, este fenómeno colectivo. O importante é que se fale nos filmes e que por meio destas discussões proporcionemos mais descobertas.
    Concordo em relação à primeira lista, em relação a A.I. não creio que seja subvalorizado, WAR OF THE WORLDS, esse sim, é muito muito subvalorizado, quanto a mim.
    Quanto ao teu último parágrafo, é muito importante para situar esta problemática de definir o que é ou não subvalorizado.

    BACK ROOM: Já somos dois.

    CINE31: Ora nem mais. E discussões destas são muito salutares.

    ÁLVARO MARTINS: Um dia destes hei-de dedicar um especial ao cinema português.

    NEUROTICON: Ah, fica claro agora, o teu ponto de vista. Estamos de acordo.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  16. Sou da mesma opinião que Requiem não é subvalorizado, de resto acho que Equilibrium é simplesmente genial.

    Abraço.
    http://vidadosmeusfilmes.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  17. BRUNO DUARTE: Opiniões ;) Não achei EQUILIBRIUM assim tão bom.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  18. Bruno Duarte: alguém que me entende! ;-) Gosto mesmo muito do Equilibrium, que infelizmente foi vendido apenas como filme de acção, mas tem muito mais no subtexto :-) claro que não é perfeito, mas ainda não vi um filme que fosse!

    ResponderEliminar
  19. Tenho de destacar "Coisa Ruim"... Nao o colocaria nesta lista pois acho que nao foi subvalorizada! Para mim é o melhor filme portugues que vi. E no suspense e arrepios na espinha é dos melhores filmes!

    Superman Returns nao é mau, mas podia ser muito melhor... Ha muito SuperHomem e pouco Clark Kent...

    A.I. é um dos melhores filmes do mestre Spielberg! 5 estrelas

    ResponderEliminar
  20. JOÃO BASTOS: Concordo absolutamente em relação a A.I.. Lembro-me que o vi quando saiu e não o vi com muita atenção. Passados estes anos, revi-o há poucos meses e reencontrei um autêntico portento de genialidade. 5*

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  21. Ainda em relação a AI:

    Nao sei porque as pessoas criticam tanto o final do filme! É do mais belo que há. Aquele objectivo que o David tanto queria, que foi alcançado (ainda que por um dia) fez-me chorar as pedras da calçada!
    LINDO

    ResponderEliminar
  22. JOÃO BASTOS: Sim, completamente. Também acho o final profundamente belo e qualquer coisa de extraordinário.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  23. Puxa que o David Martins arranjou 3 escolhas pelas quais concordo totalmente.
    O Coisa Ruim é fabuloso mas como é português muita malta desvaloriza-o...
    O Equilibrium foi uma enorme surpresa quando o vi há uns anos. Que máquina de filme, onde se pratica o gun-fu de maneira muito original... um filme tão fixe que pareceu-me estranho nunca se ouvir falar dele.
    O superman Returns... adoro-o mas sou suspeito pois até o acho uma obra-prima por ser daqueles que me deixou á toa quando saí do cinema. É um filme superlativo mas como não é aventuras de acção e estrondos bigger-than-life quase toda a gente diz mal do filme, facto que não entendo se o filme tem tudo bem feito (a nível de produção é espantoso o que foi conseguido recriar). Foi pena Bryan Singer não terem deixado lançar a obra completa tal como ele a desenvolveu...Superman Returns Bryan Singer's Cut

    Acho que o Billy Elliot não foi assim tão subvalorizado mas percebo a escolha. É um bom filme realmente. O Requiem acho que já o vi mas nunca inteiro... talvez por estar desatento nunca engatei com esse filme.
    O A.I de Steven Spielberg e Stanley Kubrik, é um dos muitos grandes filmes da mente de Kubrik - deixou imenso do filme bastante planeado para um dia fazer mas morreu antes - e que Spielberg conseguiu levar a bom porto (o final é bom mas foi aí que Spielberg deixou a sua assinatura pessoal e nota-se bem a diferença para o resto do filme)

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões