sábado, 26 de junho de 2010

3 Grandes Interpretações Femininas

Vivien Leigh em E Tudo o Vento Levou

Nicole Kidman em As Horas

Björk em Dancer in the Dark

Estas são três das minhas grandes favoritas de todos os tempos.
E quais são as suas?

16 comentários:

  1. Nunca vi E Tudo o Vento Levou e Dancer in the Dark, por isso não me posso pronunciar. Em relação a Nicole Kidman em As Horas, é de facto uma grande interpretação e está irreconhecível a propósito.

    Das minhas favoritas são sem dúvida Kate Winslet em REVOLUTIONARY ROAD (como também podia destacar The Reader, Finding Neverland, Eternal Sunshine of the Spotless Mind, Titanic, entre outros), actualmente talvez mesmo a minha atriz favorita.
    Outra seria Cate Blanchett em ELIZABETH (também em The Aviator, Babel, Elizabeth: The Golden Age e The Curious Case of Benjamin Button não lhe ficava mal), uma força da natureza!
    Por fim, e talvez um pouco para fugir às mais visadas escolheria Marisa Tomei em IN THE BEDROOM (The Wrestler ou Before the Devil Knows You're Dead também são papéis a destacar), uma actriz muito competente, que de vez em quando tem enormes prestações.

    Se me permites eu destacaria ainda as novatas Saoirse Ronan e Abigail Breslin que nos papéis em Atonement e Little Miss Sunshine respectivamente, tiveram grandes interpretações para alguém da sua idade... actrizes promissoras!
    E por falar em juventude não posso deixar de referir Jodie Foster que aos 14 anos fez um papel enorme em Taxi Driver. Marcou-me bastante.

    abraço

    ResponderEliminar
  2. Totalmente de acordo ali com o Jorge, se bem que também concorde com as tuas. Pena que a Nicole não nos mostre mais a actriz que é

    ResponderEliminar
  3. Assim de repente:

    Yekaterina Golubeva no Twentynine Palms (ou Pola X ou Few of Us);
    Liv Ullmann no Persona (ou Vargtimmen, ou Autumn Sonata, ou Viskningar och rop);
    Ana Moreira no Transe (ou Os Mutantes)

    ResponderEliminar
  4. A de Vivien Leigh é particularmente impressionante... A sua transformação ao longo das quase quatro horas de filme é notável em todos os aspectos. A raça, o crer, o talento... são evidentes e avassaladores. Pena que não tenha sido reconhecida e que ainda hoje poucas vezes seja lembrada.

    ResponderEliminar
  5. JORGE: Creio que vais gostar bastante de E TUDO O VENTO LEVOU. Não percas tempo. É mesmo muito bom.
    Quanto a DANCER IN THE DARK é... uff... é o filme que mais me fez chorar até hoje! Não sei se conheces alguma coisa de Lars Von Trier, mas podias começar por aí. É - sem dúvida - um dos grandes realizadores em actividade.
    O meu desempenho favorito de Winslet é o de PECADOS ÍNTIMOS. O melhor desempenho de Blanchett é, provavelmente, o de ELIZABETH - A IDADE DO OURO, é pena a desilusão que apanhei com esse filme.
    Ainda não vi IN THE BEDROOM e não conheço muito do trabalho de Tomei.
    Eu destacaria, numa onda de meninas prodígio, Dakotta Fanning e a irmã, por exemplo.
    Não acho que Jodie Foster tenha estado assim tão bem em TAXI DRIVER.

    CLÁUDIA GAMEIRO: A Nicole Kidman não está numa fase muito boa, não. DE OLHOS BEM FECHADOS, OS OUTROS, MOULIN ROUGE, AS HORAS e DOGVILLE são dos meus papéis preferidos e os melhores dela, quanto a mim.

    ÁLVARO MARTINS: Não conheço nenhum deles.

    FILIPE COUTINHO: Mas merece mesmo! Considero o papel de Vivien Leigh, a par do de Björk, duas das melhores interpretações femininas que conheço!

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  6. Ah vergonha...nunca vi nenhum dos três! :( Mas ando ansiosa por descobrir "E Tudo o Vento Levou"!

    As minhas sugestões seriam:

    Kate Winslet, em "Revolutionary Road"

    Vivien Leigh, mas em "A Streetcar Named Desire"

    Audrey Tatou, em "Le fabuleux destin d'Amélie Poulain"

    ResponderEliminar
  7. CATARINA NORTE: Vê então! E TUDO O VENTO LEVOU é memorável. E algo me diz que também vais gostar bastanted'AS HORAS. Também escolherias Vivien Leigh, curioso. Pensei também na Tautou nesse filme, grande papel.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  8. Juliette Binoche em Bleu; Nicole Kidman em Dogville; Isabelle Huppert em La Pianiste.
    (e nota especial para a Winslet, que está bem em todos os papéis :))

    ResponderEliminar
  9. Tive agora a ver e é curioso, tanto o PECADOS ÍNTIMOS de que falas e o IN THE BEDROOM são do mesmo realizador, do Todd Field...desconhecia. Ora eu vou ter em conta esse que não vi (ainda para mais com a Winslet) e aconselho-te a veres o IN THE BEDROOM, mesmo. Um filme, tal como Doubt, por exemplo, recheado de grandes interpretações. Até te digo que não é Marisa Tomei que se destaca mais a meu ver, embora esteja muitíssimo bem claro.

    Dakotta Fanning é sim uma boa lembrança, não a indiquei no entanto porque creio ainda me faltar ver filmes em que as suas prestações são de alto nível. A irmã nunca me despertou a vista...falta-me também filmes com certeza. A propósito Jodie Foster está sim magnífica...:P

    Quanto a Lars Von Trier, sim ainda não vi nada...contudo tenho aqui o Dogville e o Antichrist (que tanto gostaste) para ver, muito brevemente então.

    Em relação a E TUDO O VENTO LEVOU digo-te que já antes da tua recomendação (ao qual agradeço, e que até já a tinhas feito indirectamente com a crítica recente no blog), se listava no meu lote de preferências para ver muito em breve.
    Confidencio-te já agora que para este Verão (com mais tempo livre e tal) está "agendado" grandes visualizações de obras máximas de grandes realizadores ainda desconhecidos...são eles: Kubrick, Hitchcock, Kurosawa, Fleming (The Wizard of Oz e o Gone with the wind), John Ford e H. Hawks, vários Westerns (recente paixão) e mais Spaghetti's pois claro; entre outros mais recentes como o Lars Von Trier e Gus Van Sant (que tanto me tens aliciado :)). Isto só para citar assim em geral...embora já seja muito, enfim a vontade é muita, especialmente com os clássicos.

    abraço

    ResponderEliminar
  10. FLÁVIO GONÇALVES: Ainda não vi a trilogia das cores, quanto aos outros desempenhos são de facto magníficos. Kate Winslet é, sem dúvida, uma actriz de rara excelência.

    JORGE: Verei quando tiver oportunidade. DOUBT é um bom filme, mais pelas interpretações, mas no seu todo não é nada de extraordinário. PECADOS ÍNTIMOS é sublime, creio que vais gostar bastante. Kubrick, Hitchcock, Kurosawa, Fleming, Ford são sem dúvida grandes percursos para a tua estrada do cinema, assim como Von Trier e Van Sant. Bons filmes! Eu este Verão vou andar entretido com Resnais, Tarsem, Dardenne, Kar Wai, Vertov, Leone, Kusturica e mais Tarkovsky.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  11. Se me permites intervenho outra vez para destacar um papel de Nicole Kidman que ainda não foi referenciado: COLD MOUNTAIN...gostei bastante da interpretação dela e do filme já agora, numa época em que fazia tão bons filmes.

    Fugindo um pouco ao cerne da rubrica, destacaria ainda Kate Beckinsale e Sigourney Weaver pelos seus papéis em Underworld's e Alien's respectivamente. Das melhores heroínas em acção que já vi, com sensualidade à mistura(mais em Beckinsale claro). Guilty pleasures sem dúvida :P.

    Dá para ver com certeza que adoro estas iniciativas, continua, porventura com novidades!

    abraço

    ResponderEliminar
  12. JORGE: COLD MOUNTAIN é mais uma daquelas preciosidades altamente subvalorizadas. Contudo, não gosto especialmente da interpretação de Kidman. Quer dizer, ela está bem, mas não acho nada de assinalável.

    Especialmente também, não gosto das interpretações de Weaver e Beckinsale nos dois filmes que referiste. Penso que é mais o carisma indissociável aos seus papéis do que as suas interpretações propriamente ditas, o que mais salta à vista.

    Quanto à tua última consideração, já percebi, sim. Quem não gosta. Virão mais posts do género. E muito para breve.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  13. Sim, "E Tudo O Vento Levou" deve ser absolutamente memorável...espero mesmo ver em breve!
    Também acho que gostarei de "As Horas" e mesmo de "Dancer In the Dark", apesar de nunca ter visto nenhum de Lars Von Trier...
    Seguirei o exemplo já aqui dito de um ciclo de novas descobertas este Verão ;)

    Já agora...já viste "A Streetcar Named Desire"? Que achaste?

    Abraço

    ResponderEliminar
  14. CATARINA NORTE: Ainda não vi, com grande pena minha. Guardo as melhores recomendações, contudo. Espero vê-lo, assim que tiver oportunidade.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  15. Mas a melhor interpretação feminina de todos os tempos é a da Maria Falconetti no La Passion de Jeanne d'Arc do Dreyer.

    ResponderEliminar
  16. ÁLVARO MARTINS: Por enquanto, ainda a desconheço ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões