domingo, 7 de setembro de 2008

OS CONDENADOS DE SHAWSHANK (1994)

PONTUAÇÃO: EXCELENTE
★★★★★
Título Original: The Shawshank Redemption
Realização: Frank Darabont

Principais Actores: Tim Robbins, Morgan Freeman, Bob Gunton, William Sadler, Clancy Brown, Gil Bellows, Mark Rolston, James Whitmore


Crítica: Os Condenados de Shawshank é, simplesmente, uma obra magistral. Num exercício dramatúrgico inteligente e sem pressas, Frank Darabont serve-se do arrojo e da maior subtileza para nos contar esta comovente, surpreendente e inspiradora história de medo, liberdade e esperança. E sabe-nos... deliciosamente. Tim Robbins e Morgan Freeman trazem-nos uma das duplas mais inesquecíveis da história do cinema, em vibrantes desempenhos. O elenco, todo ele excepcional, conta ainda com o brilho eterno de James Whitmore. A banda sonora de Thomas Newman é magnífica, assim como a fotografia de Roger Deakins. Cenas absolutamente memoráveis? Muitas: o desfecho de Brooks, as Bodas de Fígaro, a analepse e fuga de Andy Dufresne... O final de Os Condenados de Shawshank, pela forma como é preparado, há-de surpreender as sucessivas gerações que se deslumbrarão com o arrojo e simplicidade deste tão tocante drama.

27 comentários:

  1. Para mim, apenas um bom filme. Não é excelente nem é uma obra-prima. Anyway, bom texto.

    ResponderEliminar
  2. Incrivel esse filme, entre os dez mais, o gozado é que já li vc comentando esse nome, mas so vendo as imangens que reconheci o filme que aqui é Um Sonho de Liberdade.

    abraço!

    ResponderEliminar
  3. Esta aí um filme que eu tenho que rever para uma melhor conclusão.

    ResponderEliminar
  4. Este filme é fabuloso em todos os sentidos, espectacular, marcante e com uma fábula de vida excelente e averdadeira procura da liberdade...

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Já se viu que Frank Darabont é a pessoa ideal para adaptar as obras de Stephen King. Este é excelente; "The Mist" é outra obra excelente com o final mais pertubador que me lembro num filme; e "Green Mile" é outro grande filme! Por isso, quando quiserem adaptar o mestre literário do suspense, pensem em Darabont!
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. FLÁVIO GONÇALVES: Obrigado ;) Quanto ao filme temos claramente opiniões distintas.

    YGOR MORETTI FIORANTE: ;b Pois os títulos são bem diferentes... Grande filme, pois!

    DIEGO RODRIGUES: Não perca, pois, muito mais tempo! ;)

    NEKAS: Como te subscrevo ;) Bem-vindo ao CINEROAD!

    JOÃO BASTOS: Estou de acordo no que se refere ao talento de Darabont para adaptar obras de King. Mas discordo absolutamente em relação a THE MIST... uma autêntica e vergonhosa nódoa na carreira do realizador.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  7. Avassaladora obra-prima, realmente, recheada de cenas memoráveis e esperança e amizade.

    ResponderEliminar
  8. Um grande filme, aquele final bate tudo.

    ResponderEliminar
  9. GUSTAVO: Pois é ;) Subscreves-me, segundo percebi.

    ANONIMO: Estou inteiramente de acordo. Da próxima vez agradecia apenas a tua assinatura ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  10. É um filme muito bom e comovente, mas é alvo de uma grande sobrevalorização. Ou seja, não é uma obra-prima.

    ResponderEliminar
  11. Um dos grandes filmes dos anos noventa e com certeza está entre os melhores da história com locação em uma prisão.

    O diretor Darabont ainda não tem a fama que merece, quase todo sua obra é ótima.

    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Já comentei algo sobre este filme há pouco tempo, mas repito, vi-o e revi dezenas de vezes. Adoro esse filme. Nota 100.

    Nunca me esquecerei do "get busy living or get busy dying".

    Abraço.
    http://vidadosmeusfilmes.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Fossem todos os filmes como este e o Cinema era uma festa permanente

    ResponderEliminar
  14. TIAGO RAMOS: Pode não merecer o 2º ou o 1º lugar de um top dos melhores filmes de sempre, mas é um filme magnífico. Porque com simplicidade também se fazem grandes, grandes filmes.

    HUGO: Pois, mas do Darabont só OS CONDENADOS DE SHAWSHANK e GREEN MILE é que são magistrais. O último dele, o THE MIST é horrível e detestável, só escapando nele 2 coisas: Marcia Gay Harden e o final.

    BRUNO DUARTE: É sem dúvida a frase mais memorável deste filmaço!

    RATO: Completamente ;)

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD – A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  15. Adoro, adoro, adoro. Dos primeiros filmes que classifiquei com satisfação como sendo um dos meus favoritos.

    ResponderEliminar
  16. De acordo. Um filme tocante, sensível, uma história bem contada e bem desenvolvida até ao seu fim, onde atinge a meu ver a excelência.

    Destaco o argumento e as interpretações de Robbins e Freeman (mais uma entre tantas). Posso também não o achar como o melhor filme de sempre, isso sem dúvida que não, mas que entraria num top 50 talvez. Não sei bem.
    Mas gosto bastante deste, e de Darabont também aprecio muito o The Green Mile. O The Mist diria, pelo que percebi, que gosto mais que tu, ainda assim é inferior, bem inferior aos outros dois referidos. Contudo gosto e muito daquele final, perturbador e refrescante.

    abraço

    ResponderEliminar
  17. WALLY: Porventura, sim.

    DIOGO F: Também é um dos meus. Subscrevo: adoro, adoro, adoro ;)

    JORGE: Pois, o THE MIST detestei. Este é magistral. É qualquer coisa.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  18. O Melhor filme de sempre
    Cumprimentos

    http://comfortamblynumb.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. DUARTE ALVES: Um dos melhores, certamente ;)
    Bem-vindo ao CINEROAD.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  20. É magnífico! Mesmo antes de ter conhecimento da lista dos melhores filmes do IMDb, já o considerava um dos grandes e imensos filmes que tinha visto. Toda a história e principalmente o clímax da fuga fazem do filme um dos mais excitantes e surpreendentes filmes da história do cinema.

    ResponderEliminar
  21. ANDRÉ SOUSA: Verdade, uma das pérolas maiores dos anos 90 de Hollywood.

    TIAGO VITÓRIA: Essa lista vale o que vale, penso que o primeiro lugar actualmente entregue a'OS CONDENADOS é um exagero. Mas de facto é um filme de um mérito enorme! É magnífico, sim.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  22. Adorei este filme, muito bom.

    ResponderEliminar
  23. ANÓNIMO: Foi daqueles que descobri por acaso, numa bela noite da RTP. E fiquei vidrado do início ao fim. Adquirir o DVD há uns anos foi quase que uma odisseia, mas cá consta na DVDteca. Aliás, o filme já merecia uma edição melhorzinha em DVD, Blu-ray, etc.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  24. Sem duvida um dos melhores de sempre não direi o melhor de sempre pq existem muitos bons filmes e depende do gosto de cada pessoa, mas para mim este está no meu top 5 com certeza, frank darabont tem dois excelentes filme e um menos bom e uma óptima série.

    ResponderEliminar
  25. ANDRÉ OLIVEIRA: Um dos melhores de sempre, provavelmente. THE MIST é claramente o menos bom, mas também admiro o realizador. Sem carregar, propriamente, traços autorais, é extremamente competente e denota uma sensibilidade e sentido dramatúrgico fora de série.

    Roberto Simões
    CINEROAD

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões