sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

AS AVENTURAS DE PETER PAN (1953)

PONTUAÇÃO: BOM
Título Original: Peter Pan
Realização: Clyde Geronimi, Wilfred Jackson e Hamilton Luske

Filme de Animação


Crítica: Uma das mais divertidas e hilariantes aventuras da Disney. Peter Pan adapta a deslumbrante peça de J. M. Barrie sobre a importância de ser criança, em toda a sua inocência, pureza e capacidade de sonhar e acreditar. Repleto de acção, fantasia e de muito bom humor, a magia das histórias de encantar ganha um ritmo contagiante. Personagens como o Capitão Gancho ou o Barriga (os maus como agentes da comédia), o crocodilo ou a cadelinha Naná (empenhada no papel de ama), o Chefe Índio ou os Meninos Perdidos, as sereias ou a fada Sininho (temperamental e nervozinha), Wendy e os irmãos ou o próprio Peter Pan (destemido e impulsivo, o rapaz que nunca cresce), são verdadeiramente marcantes e inesquecíveis. Peter Pan é claro, também, nos papéis que atribui ao Feminino e ao Masculino: os rapazes são os eternos brincalhões e as raparigas são as mulheres ciumentas e fúteis (como a fada ou as sereias) ou as mães (simbolizadas na figura da jovem Wendy), amparo eterno dos rapazes. Uma vez crescidos, nunca mais poderão voltar à Terra do Nunca, a eterna dimensão da infância, onde tudo pode acontecer. Criativo no desenho e vibrante na banda sonora, eis, pois, um filme em grande. Sombra imperdível na nossa memória.

7 comentários:

  1. Peter Pan, é um filme clássico Disney, mas este não me encheu as medidas, assim como os anteriores.
    Peter Pan deixa-me de certa forma com uma sensação de falha, de falta... talvez porque os meninos voltam para casa, para o mundo real, o que me deixa triste.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. GEMA: Sim, estamos de acordo... faltou ali qualquer coisa, apesar de tudo... Por isso me fiquei pelas 4 estrelas.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  3. Concordo com a nota. Embora de poderoso conceito argumentativo e simbolismo estético, Peter Pan não atinge a tão aclamada perfeição de muitos clássicos da primeira Era de Ouro dos estúdios. Mas vale por ter sido um guilty pleasure de criança do próprio Walt Disney.

    Abraço!

    P.S.: tens visto estes clássicos nas edições Platinum?

    ResponderEliminar
  4. JACKSON: Estamos, então, inteiramente de acordo.
    Quanto ao teu P.S.: na maior parte dos casos, sim, tenho adquirido essas edições.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  5. um dos maiores clássicos da disney, mas não é um dos meus favoritos.

    http://filme-do-dia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. KAHLIL AFFONSO: É um dos mais queridos do meu imaginário infantil, ainda que entre em desacordo com você e não o considere um dos maiores clássicos da Disney.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  7. Peter Pan é uma obra agradável e que fica na memória, certamente. Porém, a história é um pouco irregular. O começo do filme na casa dos Darling (antes de Peter e Sininho aparecerem) é excessivamente infantil e desinteressante para adultos. Também acho que o filme tem uma duração muito curta. Eles deveriam ter explorado melhor a Terra do Nunca e incluído nisso mais uns 10 minutos de filme, no mínimo.
    Outro problema que posso citar é o vilão e o protagonista. Capitão Gancho, por exemplo, é um vilão legal e marcante da Disney, mas ele não bota medo e nem traz verdadeiros obstáculos a Peter, pois é excessivamente cômico.
    E pra mim o maior problema no filme (e o proprio Walt Disney concordava comigo) é justamente o protagonista Peter Pan. Ele é como uma Mary Sue de cueca: um heroi que é sempre o centro das atenções, que sempre leva a melhor e por qual todas as garotas são apaixonadas. E se tem uma coisa que mais irrita em qualquer obra, é quando existe um personagem que é disputado "a tapa" por todas as mulheres. Esses são uns dos motivos de eu não gostar de Peter.

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões