sábado, 27 de fevereiro de 2010

MYSTERIOUS SKIN - PELE MISTERIOSA (2004)

PONTUAÇÃO: RAZOÁVEL
Título Original: Mysterious Skin
Realização: Gregg Araki
Principais Actores: Joseph Gordon-Levitt, Brady Corbet, Elisabeth Shue, Michelle Trachtenberg, Bill Sage, Mary Lynn Rajskub

+
- A interpretação de Joseph Gordon-Levitt.
- O argumento bem construído, intenso e perturbante.

-
- A ausência evidente de preocupações estéticas maiores - tanto na fotografia e mise-en-scène como nas técnicas narrativas a que Araki recorre para filmar a história - o que, de forma clara, me faz pensar no pouco cinema-arte que há em Mysterious Skin.

7 comentários:

  1. Estamos em desacordo total. Mysterious Skin não é só uma obra-prima alternativa, como também possuí uma fotografia surpreendente nostálgica e muito íntima.

    ResponderEliminar
  2. Discordo, mas logo falamos sobre isso ;)

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. JACKSON: Desta vez estamos mesmo em profundo desacordo. É que para além de Gordon-Levitt e do argumento, não há nada, nada de genial ou extraordinário neste filme. Pensei que ia encontrar uma grande obra, mas tenho que me render às evidências. Não é medíocre, mas não é muito mais do que razoável. Obra-prima? Não, de longe ;) Fotografia surpreendentemente nostálgica? Hipálages aparte, o trabalho de fotografia é banal.
    Compreendo que te possas identificar, porventura, com o filme e que talvez isso pese mais na avaliação final, mas de facto estamos perante um caso em que não te compreendo de todo.

    FLÁVIO GONÇALVES: Não, não. Podemos falar aqui e sugiro-te que o façamos. Creio que só enriqueceria a discussão. Com o que é que discordas?

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  4. É uma grande evolução na cinematografia do Gregg Araki, se considerarmos que ele também é o diretor e roteirista de "The Doom Generation".

    Entretanto, analisando "Mysterious Skin" isoladamente, vejo o filme como original, mas não ao ponto de alcançar as grandes obras ditas alternativas. Para mim, falta um amadurecimento de alguns momentos do roteiro, onde algumas cenas parecem estar deslocadas ou subaproveitadas na obra.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  5. Eu dar-lhe ia "BOM".
    Não é um grande filme, porém, não se adequa em "RAZOÁVEL".


    Yirien

    ResponderEliminar
  6. SANTIAGO: E faltará amadurecimento sobretudo nas técnicas de realização, que permitiria catapultar o filme para outro patamar.

    YIRIEN: Se não é um grande filme, não é um bom filme. Por isso, o RAZOÁVEL assenta-lhe perfeitamente.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  7. Gosto bastante de Gordon-Levitt. Para mim, ele é um promissor ator. Adoro a sua atuação em 500 Dias com Ela. Em relação ao filme...concordo com o razoável.

    Cinema para Desocupados

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões