quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

O PROTEGIDO (2000)

PONTUAÇÃO: MUITO BOM
Título Original: Unbreakable
Realização: M. Night Shyamalan
Principais Actores: Bruce Willis, Samuel L. Jackson, Robin Wright Penn, Spencer Treat Clark

Crítica:

HERÓI VS. VILÃO

Nunca o universo dos super-heróis e da banda desenhada ganhou contornos tão humanos ou humanizados como nesta magnífica obra de M. Night Shyamalan. O Protegido revela-se como uma proeza de genuína subtileza, um trabalho de grande contenção e crescente tensão, suportado por um argumento assaz sensível e inspirado.

O que é um super-homem? Existe um super-herói? É interessante a forma como nos é apresentada a personagem de Samuel L. Jackson, Elijah Price, um homem atraiçoado pelos genes que o condicionarão às fragilidades da vida: nós aceitamo-lo como um ser real. Porque não aceitar também, com semelhante facilidade, o oposto do Sr. de Vidro, um homem forte e resistente a doenças e aos azares do destino? A questão é deveras pertinente. E o exercício dramatúrgico confrontar-nos-á tanto com a hipotética origem da mitologia de vilões e super-heróis (numa fronteira praticamente inexistente entre realidade e fantasia) como com a verdade sobre cada um dos protagonistas (essencial para saberem o seu lugar no mundo).

Eis, pois, um filme extremamente original, de construção inteligente e performances impressionantes e comovedoras, onde a mestria de Shyamalan emana especialmente em todas as cenas de maior duração, nos premeditados e vagarosos movimentos de câmera, nos planos meticulosos ou no constante jogo entre sons e silêncios. A banda sonora e o tratamento das cores e da cinematografia revelam-se cruciais para a criação do ambiente de suspense. Que assombro de filme.

_________________________________
Nota especial para a infeliz escolha do título português.

20 comentários:

  1. Cara esse é meu filme favorito do Shayamalan, adoro tudo nele, a história inusitada, o roteiro acho incrivel, ja vi diversas vezes e deu vontade de ver novamente! abraço, aguardo a critica.

    ResponderEliminar
  2. "numa fronteira praticamente inexistente entre realidade e fantasia"

    Aqui está o principal defeito da fita. Shyamalan não pode ser realista e fantástico ao mesmo tempo...

    Grande interpretação de L. Jackson

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. YGOR MORETTI FIORANTE: É, de facto, um filme a ver e rever. Muito bom, e emana um certo encantamento... ;) A crítica já está disponível! ;)

    JACKIE BROWN: Aquilo a que chamas o principal defeito, eu chamo a principal ou uma das principais qualidades. Shyamalan tanto pode pisar essa "fronteira praticamente inexistente entre realidade e fantasia" que pisou. E triunfou!
    Temos opiniões diferentes.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  4. Exactamente. Estamos perante um excelente filme. Já o vi há uns anos mas continua a ser marcante. Quanto a mim é o segundo melhor Shyamalan, logo a seguir a The Village.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Concordo com o que dizes, uma das maiores qualidades do Shy é atravessar a tênue linha que separa a fantasia da realidade... Adoro esse filme mesmo...

    Depois dá uma passada n'O Cara da Locadora, fizemos um podcast sobre Quadrinhos, desenhos e Cinema e seria ótimo ter sua opinião para melhorarmos na próxima...

    Abraços...

    ResponderEliminar
  6. Não é o meu preferido do realizador e está um pouco distante disso. Mas o filme é muito, muito bom... tem interpretações fabulosas e um twist final digno. M. Night Shyamalan é um grande artista.

    ResponderEliminar
  7. O título aqui no Brasil é Corpo Fechado (acho mais adequado ao termo original).

    Sobre o filme:^talvez seja o ponto alto da curta carreira do M. Night, e talvez seja um dos melhores (senão for o melhor) filme sobre super-heróis do cinema.

    Abraços !

    ResponderEliminar
  8. Sempre coloquei "O Sexto Sentido" no pedestal como a obra-prima suprema de Shyamalan. Mas tenho revisto tanto "Corpo Fechado" (título brazuca), que percebi que foi aqui o momento mais sóbrio da carreira do cineasta. Este filme é extraordinário!

    ResponderEliminar
  9. Obrigado a todos pelos comentários!
    Voltem Sempre!

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD - A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  10. Este filme é um obra de arte real!!

    Na historia do homen, existem imensos exemplos de herois que nascem ou são criados onde existe o "mal"

    só por isso é o melhor filme de Shayamalan...facilmente.

    ResponderEliminar
  11. Acho que este é o meu predilecto dele (não vi lady in the water).

    Mas sou suspeito todo o conceito da banda desenhada me apela muito.

    Na altura estava zangado com o facto de me terem contado o final do sexto sentido, depois veio este e pude desfrutar calmamente de um Shyamalan :)

    ResponderEliminar
  12. NASP: Um dos melhores sem dúvida. A interpretação de herói e de vilão apela a uma reflexão pertinente. Penso que O PROTEGIDO aproxima a ficção da realidade com uma mestria inegável.

    LOOT: Também é um dos meus favoritos, ao lado d'A VILA e d'A SENHORA DA ÁGUA. O SEXTO SENTIDO, contudo, também consta do meu top de preferências. Aqui temos uma narrativa muito bem contada, sem dúvida.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  13. Gosto do sexto sentido, só que na altura fiquei triste por já saber o fim quando o fui ver.

    Provavelmente hoje seria um filme que me tivesse marcado mais.

    ResponderEliminar
  14. LOOT: Compreendo. Mas quando um filme é realmente bom - como é o caso - não há spoiler que o fragilize. É essa a minha opinião.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  15. O filme é apreciado na mesma sim, se um filme é bom é bom.
    referia-me ao elemento surpresa, esse ardeu para sempre, nunca vou saltar da cadeira e dizer "não estava nada à espera" era nesse sentido.

    ResponderEliminar
  16. LOOT: Entendo. O «efeito surpresa», esse, perde-se para sempre com os spoilers. E como é bom, o prazer de ser envolvido e surpreendido numa boa história.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  17. É um filme mesmo muito bom. Vi-o no cinema na sua estreia e de longe a longe quando passa na TV ainda acompanho.

    Shyamalan criou um ponto de vista verdadeiramente impressionante e a abordagem foi correctíssima pois contextualiza-a ainda mais na nossa realidade. É muito bom e mais uma vez um bom artigo (até mesmo por ser muito conciso e algo mais directo que o costume).

    As repercussões que a premissa deste filme opera sobre o género dos super-heróis deveriam ter sido mais levadas a sério na indústria (penso que a série "Heroes" foi quem bebeu mais desta da ideia - Sylar/Peter- mas desbaratou-a totalmente).

    "Unbreakable" é sem dúvida um dos melhores filmes de Shyamalan. Recordo-me que na altura muita gente referir ser muito parado, lento, e que não tinha nada de especial. O problema na altura foi que muita gente esperava um novo "The Sixth Sense". Ao menos a recompensa foi continuara a oferecer um potente twist no final do filme. É precisamente por ser como o filme é, que ele é tão magnifico. Sem artificios, muito bem estruturado (se pensarmos bem até a inclusão do "path-of-the hero" está sempre presente ao longo do filme de maneira diluída no argumento).
    É muito bom mesmo e concordo em pleno com a classificação.

    ResponderEliminar
  18. Não é o meu preferido do realizador, mas é um bom filme!
    Abs! Diego!
    www.cinedewonny.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. ARMINDO PAULO FERREIRA: Concordo integralmente com o teu comentário, sobretudo com o final: "Recordo-me que na altura muita gente referir ser muito parado, lento, e que não tinha nada de especial. O problema na altura foi que muita gente esperava um novo "The Sixth Sense".

    DEWONNY: Também não é o meu preferido, prefiro O SEXTO SENTIDO, A VILA ou A SENHORA DA ÁGUA. Mas ainda assim está ao mesmo nível destes três, penso.

    Roberto Simões
    CINEROAD

    ResponderEliminar
  20. Sim concordo é um belo filme, típico de Shyamalan e por isso algo diferente, único e especial. Nesse sentido gosto de toda a obra do realizador, ainda que os seus últimos filmes estejam num patamar mais abaixo. Este Unbreakable é fantástico no argumento, na forma como explora essa fronteira entre realidade e fantasia, como bem dizes. É o que mais me fascina em toda a sua duração. Tem também ainda uma fotografia e um ambiente de destaque, em concordância com a subtil realização.

    Em suma, não é dos meus preferidos do realizador (aí estão o Sexto Sentido e A Senhora da Água), mas é um óptimo filme que espero rever em breve.

    abraço

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2016 de Roberto Simões