quinta-feira, 8 de julho de 2010

3 Grandes Obras Subvalorizadas (5)

3 Convidados Especiais dão a conhecer aquelas que são para eles 3 Grandes Obras Subvalorizadas da Década 2000.

| Flávio Gonçalves, O Sétimo ContinenteBranca de Neve (2000), de João César Monteiro
Gerry (2002), de Gus Van Sant
The New World (2005), de Terrence Malick

| Luis Mendonça, CINEdrioJohn Carpenter's Ghosts of Mars (2001), de John Carpenter
Lady in the Water (2006), de M. Night Shyamalan
The Pleasure of Being Robbed (2008), de Josh Safdie

| Manuela Coelho, La Doce VitaZui Hao de Shi Guang (2005), de Hou Hsiao Hsien
Alexandra (2007), de Aleksandr Sokurov
Cztery noce z Anna (2008), de Jerzy Skolimowski

17 comentários:

  1. Escolhas mais uma vez interessantes.
    Das primeiras não vi nem Branca de Neve nem Gerry (ainda), quanto a The New World não acho e não me parece de todo subvalorizado, e não gostei particularmente.

    Das segundas escolhas o do John Carpenter (realizador que conheço muito pouco) nunca vi, nem tão pouco o The Pleasure of Being Robbed, que desconhecia por completo. Quanto a Lady in the Water totalmente de acordo, das melhores obras de fantasia da última década.

    Em relação às últimas escolhas não vi nenhuma, funcionarão com certeza como referências.

    abraços

    ResponderEliminar
  2. Apesar de ser fã de Shyamalan, não concordo com a inclusão de Lady in the Water. Shyamalan, que parece ter emplacado mais um fiasco (pelo menos de crítica) com o seu novo filme, já não é o mesmo a algum tempo...

    ResponderEliminar
  3. Não acho que o Gerry e o The New World sejam subvalorizados, mas são os 3 grandes escolhas.
    O Ghosts of Mars e The Pleasure of Being Robbed ainda não vi e o Lady in the Water acho banal embora engraçadito.
    Shi Guang também ainda não vi e concordo com as escolhas do Aleksandra e do Cztery noce z Anna.

    Em suma, esta série da iniciativa agradou-me bastante ;)

    ResponderEliminar
  4. No que toca ao Novo Mundo, completamente de acordo

    ResponderEliminar
  5. Concordo com as três escolhas da Manuela.
    Na segunda lista, completamente de acordo quanto ao filme do Carpenter. É uma grande obra. Um verdadeiro western em Marte.
    Quanto às escolhas do Flávio, não gosto do Gerry, e o The New World não acho que se enquadre nesta categoria.
    Não vi o filme do Monteiro.

    Acho que foram as melhores listas.

    ResponderEliminar
  6. De pleno acordo quanto a LADY IN THE WATER e NEW WORLD. Não vi os demais, no entanto...

    ResponderEliminar
  7. JORGE: Não gostaste de THE NEW WORLD? Blasfémia! ;) Não alinhas nada com Malick... é tão puro, o seu cinema... Também ainda não vi o BRANCA DE NEVE, o GERRY é magnífico!

    MATEUS SOUZA: Não concordo. Acho LADY IN THE WATER - A SENHORA DA ÁGUA um filme sublime.

    ÁLVARO MARTINS: É claro que tanto GERRY como O NOVO MUNDO são filmes subvalorizados. À excepção de certas elites da crítica, no geral, são subvalorizados. Este número da iniciativa é, no seu todo, o menos mainstream até agora, pelo que acredito que te tenha agradado bastante ;) Fico contente por isso. Guardarás certas escolhas como sugestões, certamente.

    CLÁUDIA GAMEIRO: Completamente.

    JOÃO GONÇALVES: Mais uma vez, penso que THE NEW WORLD se enquadra perfeitamente.

    GUSTAVO: Inteiramente de acordo, sim.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  8. Sempre quis ver New World.
    Quanto a Lady in the Water, eu estava a gostar embora só tenha visto metade.

    Abraço
    Cinema as my World

    ResponderEliminar
  9. Roberto, antes de mais, muito obrigada pelo convite. Foi com muito prazer que acedi a esta iniciativa. Quanto à minha opinião, relativamente às restantes listas, Gerry e The New World foram óptimas escolhas. O filme de César Monteiro ainda não vi. Ghosts of Mars é só mais uma obra de arte deste grande realizador que é Carpenter. Parece-me perfeitamente enquadrado nesta categoria. Lady in the Water e The Pleasure of Being Robbed não vi.

    Parabéns pelos diversos projectos que tens realizado e pela dinâmica que imprimes no teu blog.;)

    ResponderEliminar
  10. Desses todos estou de acordo com "ghosts of Mars".. Foi dos filmes mais incompreendidos de Carpenter! Muito bom!!

    ResponderEliminar
  11. Já vi grande parte destas escolhas, excepto "The Pleasure of Being Robbed", "Branca de Neve" (vi outros dele mas este não este- também grande parte dele não tem imagem e apenas se ouvem vozes) e os dois últimos de Manuela Coelho.

    Gosto bastante do poético "The New World" (o recente Avatar tem uma história parecida) e do "Lady In The Water" (penso que já alguém o havia referido).

    Roberto Simões, pode se repetir a participação?

    ResponderEliminar
  12. NEKAS: Duas escolhas obrigatórias, quanto a mim. Extremamente prazerosas, ainda por cima ;)

    MANUELA COELHO: Muito obrigado, Manuela ;) O prazer é todo meu, contar com o vosso testemunho neste diálogo permanente.

    JOÃO BASTOS: Não conheço. Uma escolha a considerar.

    ARM PAULO FERREIRA: Essa comparação do THE NEW WORLD com o AVATAR é que era desnecessária ahahah Não tinha ponderado essa hipótese, mas creio que não é necessário. Tinha pensado esta iniciativa com um número limitado de publicações. Mas haverão outras, com certeza, e terei todo o prazer em convidar-te ;)
    Já agora, que outras obras escolherias para a iniciativa, se participasses novamente?

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  13. Discordo completamente sobre A dama na água e Fantasmas de Marte, são dois filmes que eu acho muito ruim, o que é uma pena já que seus respectivos diretores são bons.

    ResponderEliminar
  14. @ Roberto Simões: Compreendo.
    Na realidade, as minhas escolhas foram umas 3 de entre quase 30, que havia reunido (farei um post com a lista completa). Talvez por influência do 3º grupo, enviei as escolhas mais pop e mainstream.

    Só depois percebi que a tua "clientela" é menos mainstream. Assim, também teria outras bem opostas do que sugeri, por exemplo (se quiseres):
    "Dogville" (2003) de Lars Von Trier
    "La Graine et Mulet" ou O segredo de um cuscuz (2007) de Abdel Kechiche
    "Vinyan" (2008) de Fabrice Du Welz

    ResponderEliminar
  15. VITOR SILOS: Quando a LADY IN THE WATER discordarei de você.

    ARM PAULO FERREIRA: De maneira nenhuma. Aliás, se há coisa de que me orgulho é o equilíbrio que tenho conseguido (ou pelo menos assim penso) neste CINEROAD entre um público mainstream e um outro que nem tanto, à semelhança da minha estrada, que me esforço para que seja equilibrada. Este número da iniciativa foi, de facto, menos mainstream, mas no geral tenho visitantes e leitores de ambos os gostos, tantos deles regulares, e que muito estimo.

    De qualquer forma, e obrigado por as partilhares connosco, aqui ficam as tuas escolhas menos mainstream, das quais, infelizmente, só conheço DOGVILLE.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  16. Nunca é tarde demais para comentar o post. Bom, Roberto, obrigado por me teres convidado para mais uma iniciativa, é sempre com grande agrado que aceito participar.

    Não vi muito, confesso, das restantes sugestões. Ficam como futuras sugestões, sobretudo as da Manuela (Sokurov é muito bom).

    Penso que todas as obras que escolhi são subvalorizadas, ou não as teria escolhido. Cada uma à sua maneira. Aconselho-vos o "Branca de Neve", que é uma experiência cinematográfica (?) interessantíssima que debelou e revolucionou o panorama da produção nacional e o próprio conceito de cinema. O "Gerry" é dos melhores do Gus Van Sant, um poema e uma ode à humanidade, perdida, cada uma a seu jeito, no seu deserto pessoal. E "O Novo Mundo" é, essencialmente, sobre a tirania do ser humano - entre culturas, entre relações, entre sentimentos e, sobretudo, entre a ligação espiritual do homem com a Natureza. Tinha mais por onde pegar de subvalorizado (o conceito de filme subvalorizado atenta ao gosto maioritário), mas penso que estas escolhas serviram.

    Um abraço :)

    ResponderEliminar
  17. FLÁVIO GONÇALVES: Nunca é tarde, dizes bem ;) Obrigado eu, por teres aceite o desafio.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões