quarta-feira, 5 de agosto de 2009

A obsessão de Gus Van Sant




Leia a crítica ao filme Gerry | AQUI

4 comentários:

  1. Filipe, eu tenho problemas com alguns filmes de Gus. Na verdade, com dois: Milk e, coincidentemente, Gerry. Este tem dois atores bastante limitados como principais e no geral não gosto da história.

    Mas vale deixar claro que Gus é um diretor extraordinário em Elefante, por exemplo.

    Abs!

    ResponderEliminar
  2. Alguém teria que realizar algo de tão único, e Gus Van Sant atreveu-se até ao limite com "Gerry". No mínimo, assombrosa cena, com uma fotografia espectacular!

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. KAU OLIVEIRA: Eu considero esses dois filmes soberbos, mas compreendo perfeitamente que Gus Van Sant não agrade a todos.

    FLÁVIO GONÇALVES: GERRY é mesmo um filme de extremos. Brilhante. Esta não é a minha cena favorita do filme, mas é uma das. A minha favorita é quando a personagem de Casey Affleck sobe ao rochedo e não consegue descer de lá. Sublime, essa cena.

    Cumps.
    Filipe Assis
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

    ResponderEliminar
  4. Ora bem, já é conhecida a minha opinião relativamente a Sant. Gerry é para mim a sua obra-prima e Last Days segue-se-lhe.

    Abraços

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões