domingo, 11 de janeiro de 2009

A QUEDA - HITLER E O FIM DO TERCEIRO REICH (2004)

PONTUAÇÃO: MUITO BOM
Título Original: Der Untergang
Realização: Oliver Hirschbiegel
Principais Actores: Bruno Ganz, Alexandra Maria Lara, Corinna Harfouch, Ulrich Matthes, Juliane Köhler, Julia Jentsch

Crítica: Bruno Ganz tem aqui uma prestação fenomenal como Adolf Hitler. Brilhante. Dos melhores papéis jamais interpretados por um actor. O restante elenco está muito bem e a fotografia, os excelentes cenários e a qualidade inegável dos efeitos sonoros contribuem de forma decisiva para um filme cru e perfeito na recriação do ambiente de claustrofobia em torno do bunker do Führer e das tensões por entre as ruas de uma Berlim na iminência de cair. Em última análise, A Queda revela-se-nos como uma experiência verdadeiramente angustiante.

7 comentários:

  1. Eu fico bem chocado com os diálogos deste filme. Realmente um ótimo exemplar! A atuação de Bruno é uma das melhores que vi na vida.

    Já viu Uma Mulher Contra Hitler?!

    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Olá Kau,

    Não, não vi. Porquê?

    Roberto F. A. Simões
    cineroad.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Bruno Ganz é um ator extraordinário! E o filme é muito bom!

    Abs!

    ResponderEliminar
  4. A cena das crianças é das mais chcantes dos últimos anos... Grande interpretação de Bruno Ganz!! Também não conheço Uma Mulher Contra Hitler, qual é o seu título original? Abraço!

    ResponderEliminar
  5. Todos de acordo. Grande desempenho de Bruno Ganz, num filme muito bem feito.

    ResponderEliminar
  6. OTAVIO ALMEIDA e PEDRO PEREIRA: Absolutamente ;)

    FILIPE MACHADO: No original é SOPHIE SCOLL, filme que não conheço mas que é bastante aclamado. Quanto a este A QUEDA, sem dúvida. As cenas com as crianças doem.

    Cumps.
    Roberto Simões
    » CINEROAD - A Estrada do Cinema «

    ResponderEliminar
  7. É mesmo, Bruno Ganz tem uma interpretação magnífica, um tour de force devastador e muito bem equilibrado. Na minha opinião até o overacting é controlado. De resto é um belo filme, que prima sobretudo pelas proximidade das emoções, dos dramas e da tensão. Todas as personagens estão sublimes, bem construídas e bem desenvolvidas. O filme vive disso essencialmente.

    Depois destaco ainda a fotografia e a banda sonora, certeiras. Posso não o considerar um grande grande filme, e aí não estarei totalmente de acordo contigo (acho), mas é um excelente retrato e ensaio sobre os últimos dias de uma guerra e de um ditador. Daí a sua componente histórica muito forte, indissociável ao próprio filme, que acarreta ainda mais tensão e dramatismo. Aconselho sem margem para dúvidas.

    abraço

    ResponderEliminar

Comente e participe. O seu testemunho enriquece este encontro de opiniões.

Volte sempre e confira as respostas dadas aos seus comentários.

Obrigado.

CINEROAD ©2017 de Roberto Simões